Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Memento – Magyar retro









Acordámos ao som da Internacional, cantos revolucionários ( ou de exaltação ao socialismo planetário) que estoicamente procurava libertar-se de roufenho rádio dos anos sessenta, uma visão arrepiante da tecnologia soviética.
Engano? O comunismo acabou na Europa há vinte anos, e não deixou vestígios?
Comunism Tours é um must em todo o Leste: visitam-se relíquias, as estátuas que não foram destruídas, exposições planas de retórica (hoje praticamente anedótica) vêem-se filmes arqueológicos sobre informadores e espiões…enfim, transformaram a revolução do proletariado em chacota museológica…e, nalguns casos, em profundo ressentimento!
Em Budapeste chama-se Memento, um parque chutado para os subúrbios, cheio de referências retro em que a velhota da bilheteira da sua loja de souvenirs parece saída do mesmo firme.
E o filme chamava-se good bye Lenin!