Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Inter Rail Virtual – Destino de um velho reformado no século XXI




(NA: G. partia no Sud Express e mandava perguntar qual o museu que conhecia em Berlin, porque um velho – mais velho do que eu – queria-lhe explicar os museus imperdíveis…)
05/07/2013 01:08
N. – Museu Pérgamo!
06/07/2013 10:18
N. – O que disseste à mãe não pode ser verdade. Se tu chegares a uma gare, fores a uma bilheteira e disseres que tens um inter rail e queres reservar bilhete, eles podem responder que precisas de reservar com duas semanas. Mas i IR é um bilhete de livre acesso na esmagadora maioria dos comboios da Europa SEM NECESSIDADE DE RESERVA, nas centenas de comboios que saem de Paris para todo o lado, todos os dias. Agora quando chegas a uma gare não te deves dirigir a uma bilheteira, (que servem para reservar bilhetes), mas às informações só para confirmar quais são os comboios (que são quase TODOS), que podes saltar lá para dentro sem ires às bilheteiras e sentares-te num lugar que estiver vazio. Isto é só para não teres surpresas.
(N.A – O problema dos velhos reformados é que têm uma tendência para querer explicar o século XXI à luz das ideias ultrapassadas do século passado – afinal de contas muitos anos de experiência, fora do contexto, não sevem para nada. Obviamente que N. não tinha razão e G. continuou a pagar suplementos exigidos pelos caminho-de-ferros nacionalizados da Europa. Como diria o reformado, o mundo já não é como era!)
09/07/2013 9:36
N. – Uma pequena sugestão à volta…não deixes de ir a Florença! É um pequeno desvio de três horas e nada em Itália vale a pena, se não conheceres Florença. O ideal é chegares de manhã e procurares um Hostel (prepara-te que em Itália tudo enche nesta altura) tirares o dia para passeares porque a cidade é concentrada e, num dia, dá para ficares com uma ideia, procurares umas tabernas fora do centro, para comeres umas pastas fantásticas a preços simpáticos e gozares a movida das noites de trinta graus. Se tiveres cinco dias para regressar, tens tempo. Organiza a viagem de regresso nessa base e não te vais arrepender!
N.A – Aqui, o velho brilhou!
10/07/2013 12:40
G. – Liga-me quando puderes!
11/07/2013 19:20
G. – Olá. Estive a fazer contas, mais ou menos. E, com as taxas que pagámos e o hostel, tenho 127€ e ainda tenho kunas. Deva chegar para chegar a casa. Mas, se puderes, manda-me mais para pagar os hostels. Eu vou pagar o do D. Descontas na próxima mesada!
15/07/2013 15:07
G. – Olaa. Vê-me só os comboios até Marselha. A sair daqui às 9:53, se der!
15/07/2013 16:18
N. – Do que eu vi, a melhor opção é ires a Milão, pelo que deves apanhar um comboio que saia de Florença para Milão para que tenhas tempo de apanhar o comboio que sai de Milão para Ventimiglia às 11:10. O roteiro sugerido é o seguinte:
Firenze 9:00 Eurostar ES 9508 Milão 10:40 (deves ter de reservar lugar)
Milão 11:10 IC 741 Ventimiglia 15:07 (deves ter de reservar lugar)
Ventimiglia 15:47 RE 86038 Nice 16:35
Nice 16:55 RE 17490 Marselha 19:29
Procura logo reservar (se for obrigatório) até Ventimiglia. Verifica este itinerário em Firenze. Provavelmente há uma alternativa de Firenze a Milão sem excesso, mas aí vais ter provavelmente de sair mais cedo. Sei que há uma opção via Pisa e Génova para saíres por volta das 7:50 de Firenze.
No dia 17 tens de sair de Marselha às 6:18 para Toulouse (comboio 4752), com chegada às 10:12 e partida às 10:36 (comboio 14143) e chegada a Hendaia às 14:57. Confirma isto em Marselha quando chegares!
(N.A – Aqui a experiência do velho foi importante, eu diria mesmo preciosa…só falhou em França porque, devido a algo misterioso que só acontece no país do RTT, eliminaram o comboio por Montpellier e teve de ir a Bordéus: mais um suplemento mas chegada com cinco minutos de diferença. Estava a começar a ficar muito orgulhoso de mim!)
15/07/2013 21:09
N. – O limoncello estava bom? Estás teso e bebes para esquecer? O roteiro para amanhã está controlado? Alguma vez conheceste uma cidade assim? Comedores de fogo na Piazza di Signoria?
15/07/2013 21:25
G. – Nunca. Muito bom mesmo. Limoncello para relembrar mais tarde esta cidade. Tudo controlado!!.Dou notícias em breve
16/07/2013 07:09
G. – “Arrivederci” dizem eles por aqui. Eu digo “grazie” ao “special one” da coisa (N.A: eu) pela sugestão súbita desta ligeira e enriquecedora passagem. Agora com o embalo, por norma retardado, destas locomotivas italianas, refletindo a sua preguiça e despreocupação, aguardo a chegada a uma terra mais perto de casa
(N.A : O puto está a ficar bom!)
16/07/2013 12:09
N. – Gostei dessa do special one…mas a mãe ficou com ciúmes! Pelas minhas contas, e se não perdeste comboio nenhum, já deves estar a caminho de Ventimiglia…agora vê se não dormes porque a viagem pela Côte D’Azur é muito agradável…assim uma espécie de linha de Cascais dos (muito) ricos. E vê se estás atento entre ventimiglia e nice porque vais ter a oportunidade de ver o Mónaco ao longe, por uns, muito breves, minutos!
16/07/2013 12:21
G. – Sim, estou a caminho. Só tive de pagar 18€ no comboio…o gajo em Firenze disse que não era preciso. Então tive de pagar no comboio.
16/07/2013 12:27
N. – O tipo de Firenze não era o special one…Esqueci-me de te dizer que os italianos não eram de confiança…mas pensei que soubesses. Como estão de massa? Ainda têm dinheiro para jantar hoje? Sem limoncello, claro! Em Marselha, o destino de passeio é o Vieux Port! Agora não podes dizer que os gajos não te entendem…pratica o francês!
16/07/2013 12:35
G. – Vou ver quando chegar a Marselha. Deve dar. O Limoncello barato! Depois digo quando chegar. O meu problema é as taxas. Não sei quanto paguei de taxas
(N.A: Pois, no tempo do velho não havia taxas, porque não havia multibanco, não havia suplementos porque não havia multibanco, nem telemóveis, nem internet para marcar hostels à distância, nem hostels – chamavam-se albergues e fechavam as portas às 23:00; o velho também não sabia quais eram as taxas porque passou os códigos do homebanking – também não havia isso – do G. para ele, e ele esquecera-se dos códigos e as caixas dão dinheiro mas não dão saldos. Outra falha do velho que se esqueceu de o avisar, porque as tecnologias são do tempo deles mas dinheiro é com os velhos)
16/07/2013 16:47
G. – Aviso quando chegar a Marselha
16/07/2013 21:25
N. – Hostel OK? Jantarinho OK?O Porto Velho OK? O stress já passou? Já confirmaste a que horas chegam a Hendaia? O Sud-Express é às 18:40, não é?
(N.A: O stress a que se referia devia-se ao facto dos franceses estarem com a mania de fazer up-selling nas bilheteiras)
16/07/2013 21:36
G. – Hostel fixe. Jantarinho nice. Porto Velho muito bonito. Chego a Hendaia às 15h…confirmo lá. Mais uma vez obrigado pela ajuda!
17/07/2013 22:10
N. – Já os tiraram dos lugares? Já pagaram (o excesso)? Jantarinho? Oriente a que horas? 7:20?
(N.A: O Sud- Express é o desapontamento supremo do serviço público. Só reservam a ida, não permitem reserva da volta, não conhecem a Internet e só permitem comprar os lugares de volta em Irun. O comboio estava cheio a três horas da partida e quem tinha inter rail que se lixe: - Amanhã em vagão cama, 90€ porque o IR acaba hoje, sinto muito mas é um problema da CP – resposta do basco empregado de bilheteira despreocupado. N. bem tentou explicar por email à CP que um Sud- Express que se preze não deixa nunca português em terra, mas foi o revisor espanhol que teve pena deles e os meteu no comboio a cinco minutos das 18:40.  E a CP nem respondeu…até hoje!)
17/07/2013 22:22
G. – Paragem preciosa em Valladolid com a certeza da nossa chegada ao Oriente português pelas 7. Com una sandes de pollo, paira a insegurança destes, para nós, maravilhosos tronos. Mas, para já, abusámos destas plazas! Com esta rara simpatia espanhola. Sentimo-nos confortáveis nesta ultimo viaje hasta casa
18/07/2013 7:02
G. – Descobri agora que está 45m atrasado.
18/07/2013 7:03
N. – Ganda cromo!
18/07/2013 7:06
G. – Entroncamento, agora
18/07/2013 7:09
N. – Cromo 2 vezes! A hora de horário era 7:20 e não 7:00. E está 59m e não 45m atrasado. Portanto para chegar às 8:20. Acabaste de me roubar uma hora de sono!
18/07/2013 7:11
G. – Eu não sei essas coisas, Ninguém informa aqui! Mas vá, desculpa lá!


(N.A. Obrigado G. por deixares o velho ir no comboio virtual. Foi quase como se lá tivesse estado!)