Pesquisar neste blogue

domingo, 31 de maio de 2015

Um espelho com vida própria




Diante de mim desfilava a vila da costa azul, agitavam-se os automóveis de coleção, exibia-se o mercado de sabores sofisticados, pavoneavam-se os símbolos da época dourada das monarquias sem fronteiras.
Intemporal e imune à brisa do presente.
Mas no espelho retrovisor vive uma outra aldeia!