Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Beira rio

" A visão é o último sentido do ser humano"
Sabias?
Numa tarde de chuva miudinha, entre o rio e o Outono, é uma teoria que parece plausível, mesmo que o miúdo do bar seja um aficionado de piecings e brincos refletores.
O último a despertar,sabias? 
Onde predominam os cinzentos, o ser humano apenas começa a ver cinco dias depois de nascer e de despertar todos os outros sentidos.
Plausível numa tarde de quase inverno
O miúdo tem nome, mas eu não ouvi.
A audição é o primeiro sentido do ser humano a tornar-se seletivo.
Prefiro ver o mundo sem sons e de cores difusas.
À beira rio, escorregando na chuva intermitente, esperando pacientemente pelo laranja que me sirva de contraste.
Afinal de contas, o torreão do Terreiro do Paço explicava-se porque é que a cor de Lisboa é diferente...noutros dias!