Pesquisar neste blogue

sábado, 23 de março de 2013

Surf In L.E.Ç.A


 
O inverno é psicológico, esta é a filosofia de surfista! Nada no ambiente envolvente nos remete para um qualquer spot famoso; sol, calor, biquínis ou mesmo ondas torneadas
Absolutamente nada me faria pensar nas dezenas de golfinhos humanos das cristas geladas do mar de Leça que espreitavam por cima de uma espuma cinzenta, um mar que se adivinha baço e opaco como o Inverno que se encrespa nas ondas de principiante lamacento.


O desolador areal amarelado e abandonado à agreste nortada de um tempo impio, contrasta com a agitação marítima, confusa e sem nitidez, escura como o mar de breu.
Deserto e Oceano, atravessar o deserto para atingir o mar.
Com os pés afundados nas pegadas frescas da areia solitária, faço contas de cabeça e procuro os mais rebuscados simbolismos na indómita profecia bíblica.
As duas facetas, dia e noite do mesmo fim de tarde
Sem purgatório, diretamente da areia para as trevas, a escolha dos donos das pranchas é inequívoca
As muralhas do porto impedem que as ondas fujam para o abrigo sereno.
Se calhar é por isso que há surfistas em Leça!
De volta à terra firme, sem areias movediças nem rochas, as luzes do farol indicam-nos um caminho mais seco e seguro!