Pesquisar neste blogue

domingo, 28 de agosto de 2011

Alternativa BERLIN


Berlim não é mais MAUER.
Alternativa BERLIN na tarde e noite de 27 de Agosto, significa Lange Nacht Museem.



Não há limites para a expressão de uma cidade que se arrisca a absorver nos seus genes todas as expressões do mundo.



Não há uma cultura de Berlim, há uma infinidade de conceitos experimentais de influências insuspeitas, em Berlim



Ontem à noite a descoberta de novos sons, imagens e expressões de arte moderna, não se diluía na chuva persistente, no vento encapelado do Norte.




Até os Anti-Cristos que povoavam os museus da cidade – longos e barbudos peças de uma outra arte, provavelmente os tontos da reunificação – fingindo ser guardas da arte agora imortal, se pareciam com esta fúria experimental que varre a cidade.



Só a tecnologia ousa provocar a arte alternativa: encomenda o jantar em ecrã táctil e Unter den Linden verga-se diante da ilha dos museus, da catedral e do museu DDR.
Já não há preconceitos…porque não são experimentais!



Uma da manhã no enlameado Kulturfórum e presenciamos o cenário aterrador de cinco mil criaturas com milhões de anos de idade procurando em desespero sincronizar-se em coro num indecifrável hino, provavelmente à pátria alemã.
Sem sucesso, e até os amadores bailarinos de tango que procuravam deslizar no salão do fórum se salientavam como verdadeiros e alternativos artistas do experimental.
Vivemos num país a sério, isto á Alemanha – terá alguém reafirmado, após este inesperado insucesso.
Latinos riram-se…também!
Alternativa BERLIN na madrugada da longa noite!