Pesquisar neste blogue

terça-feira, 3 de maio de 2011

Kamarada Kosta




Camarada Costa
És definitivamente o ícone do socialismo do século XXI europeu: qualquer que seja o preço que pagues, tens o mesmo serviço food & fun & drink &sun.
Navegamos a vinte e um nós no Adriático profundo e sentimos a brisa de Tirana, os ex-revolucionários mais esquecidos do continente.
Um socialismo diferente porém: sem noites de gala – hoje Barão Costa – um comandante latino que estilhaça flutes no brinde aos hóspedes ( “dá sorte” – apressou-se a acrescentar a mestre de cerimónias, a representante dos supersticiosos lobos marinhos de luxo)...e a hora vai avançar na direcção do Oriente!
Ou na fronteira com o Oriente – assim rezam dezenas de séculos de alianças e equívocos e algumas centenas de anos de personagens com objectivos e missões históricas.
Tenham um bom dia na Grécia, um povo (mesmo?) que nem os romanos entendiam porque é que raramente se entendiam.
Há quem assegure que foi por estes lados que nasceu a civilização ocidental.
Um verdadeiro caleidoscópio em torno de um só mar!
Uma verdadeira lição de História do futuro?
E o Kamarada Kosta zarpa impassível perante tantos símbolos. É uma máquina precisa, que não precisa de sentir.
Mare Nostrum Costa Atlântica em pleno Mediterrâneo (quase) Oriental, longitude democracia e latitude anarquia, um ponto preciso no mapa das nossas referências: Grécia




Abraços
Sócrates